Quinta-feira, 12 de Março de 2009

Amar-te

Já me fizes-te promessas para toda a vida. Agora, sinto que estámos afastados como a Terra e o Sol. Gostava que, mesmo que fosse por pouco tempo me amasses como eu te amo, me perdoasses pela rude frase que te disse, para eu também me consseguir perdoar e me fizesses, como só tu sabes fazer, o meu sorriso brilhar, mais uma vez.

Amar-te doi.

 

"A razão por que a despedida nos dói tanto é que nossas almas estão ligadas. Talvez sempre tenham estado e sempre estarão. Talvez nós tenhámos vivido mil vidas antes desta e em cada uma delas nós nos tenhámos encontrado. E talvez a cada vez tenhámos sido forçados a nos separar pelos mesmos motivos. Isso significa que este adeus é ao mesmo tempo um adeus pelos últimos dez mil anos e um prelúdio do que virá."

(Nicholas Sparks)

 

tags:
Vera às 18:15

|
De Just Moments a 12 de Março de 2009 às 18:21
..como te percebo AMiga!!

Beijocas e deixo-te um sorriso
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres


Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

+

Ver perfil

 
Emoção que abafa a lógica:
As palavras da menina-mulher que vive, que ama, que chora de tanto rir e que ri para não chorar.
online