Domingo, 5 de Abril de 2009

Amor de mais

Escolho um CD, ponho-o a reproduzir e deito-me na cama ouvindo e cantando, canção a canção, até que chega a uma que, nem eu sei porquê me toca, me faz pensar no passado, recordar os melhores momentos e quase chorar, quando acabou pu-la a reproduzir mais uma vez e, senti, tudo de novo.

 

"I'm just the pieces of the man I used to be
Too many bitter tears are raining down on me
I'm far away from home
And I've been facing this alone for much too long

Oh, I feel like no-one ever told the truth to me
About growing up and what a struggle it would be
In my tangled state of mind
I've been looking back to find where I went wrong"

 

Amo. Sofro. Ninguém, nunca me disse que a vida, o amor, era tão doce e tão amargo. Fizeste-me uma das pessoas mais felizes do mundo, parecia que tudo que escrevias, que tudo o que dizias era o espelho do que sentias, a revelação do que te ia no coração mas segundo tu, não. Caminho sozinha, abandonada e estou perdida no meio de tanta escuridão.

 

"Too much love will kill you
If you can't make up your mind
Torn between the lover and the love you leave behind
You're headed for disaster 'cos you never read the signs
Too much love will kill you every time"

 

Talvez amor demais vá mesmo matar-me mas que posso eu fazer? Toda a minha vida amei e toda a minha vida vou amar, mesmo que sem saber, talvez vá mesmo morrer de amor, não sei, depois se verá mas se assim for, não será uma morte de todo má porque o amor é um sentimento pelo qual tenho admiração e pelo qual todas as pessoas deveriam ter.

 

"I'm just the shadow of the man I used to be
And it seems like there's no way out of this for me
I used to bring you sunshine
Now all I ever do is bring you down, oooh

How would it be if you were standing in my shoes
Can't you see that it's impossible to choose
No there's no making sense of it
Every way I go I'm bound to lose, oh yeah"

 

Antes o Sol brilhava e eu sorria, agora, o Sol brilha e eu choro, lágrimas sem fim, talvez por o seu brilho ser intenso de mais, talvez por trazer para o presente as recordações e de todo o brilho que tudo tinha, se te ter tornado num brilho sujo, que já não é mais brilho - mas que já foi.

 

"Too much love will kill you
Just as sure as none at all
It'll drain the power that's in you
Make you plead and scream and crawl
And the pain will make you crazy
You're the victim of your crime
Too much love will kill you every time"

 

Segundo a letra da música, amor de mais vai matar-me, assim como, amor nenhum vai drenar as minhas energias, fazer eu sangrar, gritar, rastejar, a dor vai enlouquecer-me. Eu vou ser a vitima do meu crime e é amar que eu quero, amar-te a ti.

 

"Yeah too much love will kill you
It'll make your life a lie
Yes too much love will kill you
And you won't understand why
You'd give your life you'd sell your soul
But here it comes again
Too much love will kill you
In the end
In the end"

 

Amor de mais talvez faça da minha vida uma mentira, mesmo. Talvez amor de mais me mate, sem eu saber na realidade porquê mas eu já entreguei duas vezes corpo e alma ao amor e não foi traumatizante, foi bom e saudável, se entregar mais uma vez e morrer, pode ser mau mas não vou existir mais para sentir.

 

Música: Too Much Love Will Kill You by Queen

 

tags:
Vera às 14:00

|
De caleidoscópio a 12 de Abril de 2009 às 18:24
Queen é uma das minhas paixões :)
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres


Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

+

Ver perfil

 
Emoção que abafa a lógica:
As palavras da menina-mulher que vive, que ama, que chora de tanto rir e que ri para não chorar.