Segunda-feira, 27 de Abril de 2009

Chovia...

Chovia...

Chovia...

Chovia...

Corria rua abaixo, a água que caía do céu molhava-me as roupas, o corpo, o cabelo, e encaracolava-o.

Toda esta água refrescou-me para além da parte perceptível, a imperceptível. Refrescou-me corpo, alma e pensamentos.

Como a chuva me faz bem.

Vera às 18:30

| Comentar |
18 comentários:
De Lipa Pinhal a 28 de Abril de 2009 às 08:58
O que eu mais gosto de fazer quando estou triste é caminhar á chuva, deixar que ela me lave os pensamentos e assim, confundir as minhas lágrimas com as gotas de chuva.

Beijinhos *
De Vera a 28 de Abril de 2009 às 18:01
Eu também gosto de confundir as minhas lágrimas com as gotas da chuva.
Um grande beijinho.

+

Ver perfil

 
Emoção que abafa a lógica:
As palavras da menina-mulher que vive, que ama, que chora de tanto rir e que ri para não chorar.
online