Quinta-feira, 30 de Abril de 2009

Rascunho

Alguém encontrou este rascunho perdido:

«Quase consigo sentir-te ao meu lado enquanto escrevo, ainda sinto o teu cheiro e não imaginas o quanto gosto dele.

Todas as noites durmo, sonho, sonho contigo, comigo, connosco, juntos, às vezes entre dunas, olhando o céu e com as mãos entrelaçadas, num toque terno e suave, outras vezes sonho connosco vendo um anoitecer tardio num daqueles campos cheios de flores selvagens, sons da natureza e cheiro a folhas de laranjeira, sonho muitas, muitas vezes, não consigo saber mas tenho quase a certeza que em todos os minutos do meu sono e quando estou com os olhos bem abertos lembro, relembro, várias vezes a mais maravilhosa e mágica tarde que já vivi. Cada toque, cada olhar, cada sorriso,... Não me canso de rever tudo e  sei que nunca me vou cansar. (Cansei)

Quero-te agradecer por tantas, tantas coisas, por seres o amigo que és (que já foste), por me ensinares o verdadeiro lado do amor, da vida,... Por me avivares o sorriso que há muito não era estimulado no meu rosto, por me perceberes, por tudo.

Não consigo expressar o quanto te amo, mas acredita que é muito, muito mais do que qualquer pessoa possa imaginar, muito mais do que alguém já amou. (Estava demasiado tonta, se fosse assim tanto amor nunca te tinha esquecido - Mas será que esqueci?)

Grande parte do meu ser és tu e eu já não sei se sei viver sem ti. (Definitivamente consigo viver sem ti. Vivo sem ti.)»

E esse alguém leu o rascunho (sem autorização), chorou no final e fez-me lembrar do que não queria.

 

Vera às 15:00

| Comentar |
10 comentários:
De joαnα αntunes a 30 de Abril de 2009 às 19:43
Adorei cada palavra, e já adicionei aos links. :) *
De Vera a 30 de Abril de 2009 às 19:49
Isso é bom. :)
De Marta a 30 de Abril de 2009 às 20:02
O texto está muito bonito.
Mesmo que não passando de uma carta amarrotada, trás consigo recordações maravilhosas e sentimentos passados.

Beijinhos
De Vera a 30 de Abril de 2009 às 20:10
Lá isso é verdade.
De Lαdy a 30 de Abril de 2009 às 21:15
Uma lágrimazinha escorrega pela minha cara abaixo.
De Vera a 30 de Abril de 2009 às 21:16
Bem, espero que isso seja bom. Que queira dizer que mais que gostar, se emocionou com o post.
De Lαdy a 30 de Abril de 2009 às 21:17
Isso mesmo. Mais que gostar, emocionei-me com o post.
Está mesmo muito bom.
Parabéns.
De Vera a 30 de Abril de 2009 às 21:17
Que bom.
Muito obrigada.
Um beijinho.
De Just Moments a 2 de Maio de 2009 às 22:45
E recordar é viver..

Este vou levar, posso??

Beijinhos..

ps..parabéns ..gostei do novo Lay out!
De Vera a 3 de Maio de 2009 às 12:20
Podes, pois.
Beijinho.

+

Ver perfil

 
Emoção que abafa a lógica:
As palavras da menina-mulher que vive, que ama, que chora de tanto rir e que ri para não chorar.