Quinta-feira, 23 de Julho de 2009

"Um destes dias vou poder

apaixonar-me outra vez

sem me importar de saber

se vai durar um ano ou um mês."

 

Já não há canções de amor, Rui Veloso

 

À uns meses atrás cantava isto enquanto chorava, agora canto isto enquanto sorrio... é da paixão.

Vera às 15:00

| Comentar |
12 comentários:
De Bonnie M. a 23 de Julho de 2009 às 20:05
Sabe tão bem apaixonarmo-nos por alguém de novo, sem expectativas... Simplesmente deixarmo-nos levar...
Ainda bem que agora cantas isso enquanto sorris (:
Beijinho
De Tânia * a 23 de Julho de 2009 às 20:32
de facto , a paixão , muda tudo =) *
De Muffin a 23 de Julho de 2009 às 20:38
As musicas acompanham-nos na alegria e na tristeza :) Desculpa lá não ter aparecido por aqui Vera, mas mal tenho vindo ao computador (e ainda bem, quer dizer que estou a aproveitar o verão).

É bom ver-te assim :p
Beijinhos
De jabeiteslp a 23 de Julho de 2009 às 21:58

não sejas assim
é mais fofo sem fim...

Image
De sexy_hot a 25 de Julho de 2009 às 12:51
O rui Veloso tem canções lindissimas :)
De ameninadaesquina a 25 de Julho de 2009 às 19:22
Daqui a uns tempos espero dizer o mesmo que tu agora :)



Beijinhoooo ^^
De R. a 25 de Julho de 2009 às 19:45
pois é, é mesmo verdade *.* , por muito pequeninas que sejam .
De My Simple Life a 26 de Julho de 2009 às 00:29
Ainda bem que voltaste a "aprender" a amar alguém :) A paixão é mesmo assim.
Beijinho
De L. a 27 de Julho de 2009 às 14:32
Estou a fazer um post de queixinhas sobre um blog onde encontrei frases minhas e que mesmo depois de ter comentado a alertar sobre a situação a resposta foi apagar os comentários e deixar os post's. E estou aqui a comentar porque encontrei algo que te pertence, não faço ideia se há mais teus, mas acredito que há mais de outras pessoas. Não gosto destas coisas, não gosto mesmo.
De Morgen a 27 de Julho de 2009 às 14:41
Fui contente por teres gostado :)
Obrgada

+

Ver perfil

 
Emoção que abafa a lógica:
As palavras da menina-mulher que vive, que ama, que chora de tanto rir e que ri para não chorar.