Sexta-feira, 24 de Abril de 2009

Amizade

E eu que sempre fiz de tudo para vos ver sorrir.

E eu que sempre vos abracei quando as lágrimas vos caiam sem parar.

E eu que sempre vos dei a mão e vos guiei quando não conseguiam ver absolutamente mais nada que a escuridão.

Mereço que me virem as costas? Que me ignorem? Que me deixem no meio da solidão?

Mereço? Talvez nunca tenha sido amizade verdadeira e somente eu tenha sempre fechado os olhos para toda a realidade.

 

Vera às 20:15

| Comentar | (7) |

+

Ver perfil

 
Emoção que abafa a lógica:
As palavras da menina-mulher que vive, que ama, que chora de tanto rir e que ri para não chorar.